Search

Desgaste Mental: Por que o estresse prejudica nosso corpo?

Considerada a doença do século XXI, a ansiedade tem aspectos diretamente ligados ao estresse. Entre eles, a insônia e distúrbios do sono. Com a pandemia, a telemedicina cresceu como ferramenta para auxílio da saúde mental.


Este ano foi difícil em termos de Saúde Mental para os brasileiros. Em pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde com pessoas entre 18-92 anos, evidenciou-se que 86,5% tiveram sintomas de ansiedade, 45,5% apresentaram estresse pós-traumático e 16% desenvolveram depressão. A ajuda especializada faz toda a diferença na vida das pessoas e o crescimento das soluções de telesaúde veio em boa hora.


Desde que o atendimento de telemedicina foi liberado pelo Ministério da Saúde, 65% dos profissionais da área realizaram consultas através de plataformas digitais. A maioria desses, cerca de 25,54% relacionados a saúde mental, sendo 22,25% em atendimentos com especialidade em psiquiatria.


“As plataformas de telemedicina, e existem várias hoje no Brasil, devem possuir mecanismos que garantam a privacidade das informações durante uma teleconsulta, seguindo a Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD.” Explica Dr. Jefferson Fernandes, neurologista e consultor da ehDoc. “E é importante que durante a teleconsulta o médico faça o registro das informações clínicas e daquilo que foi discutido com o paciente, como o diagnóstico e as orientações terapêuticas”.


Telemedicina como ferramenta no auxílio de consultas


O mundo digital se tornou um suporte para medicina, criando a possibilidade de consultas sem sair de casa, com profissionais da saúde e especialistas. Em plataformas como a ehDoc, o usuário escolhe o valor das consultas, precisando apenas de internet e um aparelho celular ou computador para realizar o atendimento.


A ehDoc não tem intermediários, criando o vínculo entre médicos e pacientes, e o acesso a agenda desses especialistas.


“Uma teleconsulta, na realidade, não é tão diferente de uma consulta presencial. É importante que o médico conheça os benefícios da telemedicina, mas também as suas limitações”. Acrescenta Dr. Jefferson Fernandes “Então, ele tem que identificar em um contato virtual com paciente se, naquele momento, naquela circunstância, uma teleconsulta está adequada ou é melhor indicar uma consulta presencial. Por exemplo, em situações nas quais o paciente está muito desconfortável com uma consulta através de uma plataforma online, ou se existem componentes do exame físico que não são possíveis de serem avaliados à distância”.


Com plataformas como a ehDoc, o usuário reduz seu tempo de deslocamento, economiza e tem todas as suas informações protegidas. Em casos de consultas com especialistas, no auxílio da saúde mental ou mesmo controle de doenças, a plataforma tem como foco o bem-estar do usuário. O suporte para as pessoas que não possuem plano de saúde.


Esse auxílio de forma remota, evita o contágio das pessoas com a situação de pandemia que estamos e ainda aproxima a relação médico e paciente. Sem precisar sair de casa.

5 views0 comments